Quem sou eu

Minha foto
Professora graduada no Curso Normal Superior pela Universidade de Uberaba-MG,pós-graduada em Coordenação Pedagógica-UFOP-MG, atuando na área de Ensino Fundamental e Médio.

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

FOLCLORE E MATEMÁTICA



Explorando a Geometria


           Faça a leitura dos textos e depois utilizando réguas geométricas ou qualquer tipo de embalagens que possa ser contornada ou até mesmo dobraduras, crie os personagens dos textos e aproveite para trabalhar as propriedades de algumas figuras geométricas.

"Um tigre, dois tigres, três tigres.
Um prato de trigo para um tigre.
Dois pratos de trigo para dois tigres.
Três pratos de trigo para três tigres.
Três tristes tigres trigo comiam.
Eu vou dar trigo aos tigres.
Se os tigres não comem trigo,
por que dar trigo aos tigres?"





Boi da cara preta

"Boi, boi, boi,
Boi da cara preta,
pega este menino
que tem medo de careta.

Não, não, não,
não pega ele não.
Ele é bonitinho,
ele chora coitadinho.

Boi, boi, boi,
Boi do Piauí,
pega este menino
que não quer dormir.

Boi, boi, boi,
boi do meu sertão,
pega este menino
pra levar no teu surrão"   



O que é o que é?

"Tem orelhas bem compridas
e pelos bem branquinhos.
Dizem que gosta de cenoura,
anda sempre aos pulinhos."



"Adivinha... adivinha, bom adivinhador...
Passeia de noite, dorme de dia.
Gosta de leite e de carne fria.
Todos dizem que tem sete vidas.
Será verdade ou será mentira?"






"O rato roeu a roupa do rei de Roma, e a
rainha, rasgou o resto e ralhou com o rei:
 rá, ré, ri, ró, rua..."





ADIVINHAÇÕES


As adivinhações, algumas com verdadeira beleza poética, obrigam a imaginação a efetuar
ágeis movimentos em busca da idéia implícita. É um bom entretenimento para as crianças. Asadivinhações apresentam-se espontaneamente, de modo que despertam nas crianças toda a suaatenção e interesse de ler e redigir, o mais cedo possível. Constituem uma das manifestações mais abundantes de nosso folclore..



Aproveitar o momento para explorar os conceitos matemáticos sem tirar o encanto da
literatura.

As  noções  matemáticas  são  tiradas  da  solução  dos  enigmas  ou  das  questões
formuladas.
  Uma bola bem feita
  De bom parecer
 Não há carapina             
 Que saiba fazer ... Lua
                      (Noção de esfera)

• O que é, que é? 
Quanto maior,menos se vê? .......  Escuridão
                     (Quantidade, maior e menor)

• 100 meninas num castelo.Todas elas vestidinhas de amarelo ... Um cacho de bananas
                     (Centena)

• Campo branco
   Sementes pretas
   Cinco arados
   E uma chaveta........Papel, letras, dedos e pena
                              (Contagem até 5: os dedos da mão)

• Somos 10 irmãos
            E só um usa chapéu .......... dedal e dedos
                            (Dezena, Unidade, Subtração: quantos dedos são)
                                   usam de dedal? 10-1=

• Era uma boiada de 100 bois, no caminho morreram quarenta.
Quantos ficaram? ...... Os 40 que morreram.
                             (Subtração, centena e dezena)

A meia, meia feita
Outra meia por fazer
Diga-me, minha menina
Quantas meias vem a ser? .......... Meia 
                             (Fração, metade, par)

• Quem de vinte cinco tira? .......... 15
                    (Subtração: 20-5=15)

• Ora vê, se podes dizer
Quem é que dá, sem nada ter? ........ Relógio.
                                ( noção de horas. Numeração romana.)• Quantos ovos o gigante

Golias comia em jejum? Um
                            (Unidade e quantidade)

• O que é que se parte e se reparte e fica do mesmo tamanho?
 O amor de mãe. 
                                   (Fração e grandeza)

• Um trem elétrico corre a 125 km por hora. O vento sopra do oeste?
Para que lado vai a fumaça? ............ trem elétrico não faz fumaça.
              
                     (Sistema métrico: múltiplos e submúltiplos do metro)


PARLENDAS

Para a criança, dentre as mais interessantes missangas folclóricas, figuram as parlendas,
isto é, as rimas infantis .É uma arrumação de palavras que, embora sem acompanhamento de melodia, é rimada, obedecendo um ritmo que a própria metrificação de sílabas lhe empresta. Luís da Câmara Cascudo  agrupou-se ao  lado  das canções  de ninar e brinquedos cantados, batizando-as de parlendas. Rico  é  o  rimário  infantil:  daremos  pequena  amostra  desses  versos  de  tão  alto  valor educativo.


 Serra madeira
 Senhor carpinteiro
 Serra direito
 pra ganhar dinheiro
            (Sistema monetário brasileiro)


Dedo mindinho
Seu vizinho
Pai de todos
Fura bolo
Mata piolho
Este diz que não quer comer
Este diz que não tem de quê
Este diz que não vai roubarEste diz que não vai roubar
Este diz que não vá lá
Este diz que Deus dará
       (Numeração até 5: os dedos da mão)

Um, dois – feijão com arroz
Três,  quatro – feijão no prato:
Cinco, seis – feijão pra nós três
Sete, oito – feijão com biscoito
Nove, dez – feijão com pastéis
       (Numeração até 10. Ordem crescente. Dezena)

“ História da velha que tinha 10 filhos.”
              (Citada no “Folclore da Matemática” do Prof. Mello e Souza)

Era uma velha que tinha 10 filhos
Todos 10 dentro de um fole;
Deu o tango-lo-mango num deles,
Desses 10, ficaram 9
E esses 9, meu bem, que ficaram
Foram logo fazer biscoito
Deu o tango-lo-mango num deles
Desses 9, ficaram 8.
E esses 8, meu bem, que ficaram
Foram brincar com canivete
Deu o tango-lo-mango num deles
Desses 8 ficaram 7.
E esses 7, meu bem, que ficaram
Foram fazer um bolo inglês
Deu o tango-lo-mango num deles
Desses 7 ficaram 6
E esses seis, meu bem, que ficaram
Foram a porta bater no trinco,
Deu o tango-lo-mango num deles
Desses seis ficaram cinco!
E esses cinco, meu bem, que ficaram,
Com o diabo fizeram um trato,
Deu o tango-lo-mango num deles,
Desses cinco ficaram quatro!
E esses quatro, meu bem, que ficaram
Foram aprender o português;
Deu o tango-lo-mango num deles,
Desses quatro ficaram três.
E esses três, meu bem, que ficaram,
Foram ao campo buscar cem bois,
Deu o tango-lo-mango num deles,
Desses três ficaram dois!
Desses dois, meu bem,  que ficaram,
Foram  ao mato caçar anum!
Seu o tango-lo-mango num deles,
E desses dois restou só um!E esse um, meu bem, que ficou,
Foi brincar com lampião,
Deu o tango-lo-mango no tal,
E acabou-se a geração ...

 (Ordem decrescente de 10 a 1. Dezena, meia dezena, meia dúzia. Noção de zero.Números pares e ímpares até 10).








COMPLETANDO O CALENDÁRIO DE AGOSTO


OBSERVE O CALENDÁRIO E RESPONDA:

a) Quantos dias tem o mês de agosto?

b) Em que dia da semana iniciou este mês?

c)Quantas semanas tem este mês?

d) Quantos sábados e quantos domingos?

e) Pinte de vermelho o dia 22 de agosto. O que comemoramos nesta data?





PODE COPIAR, MAS NÃO DEIXE DE COMENTAR !!!







5 comentários: